Journal Information
Vol. 38. Issue S1.
Pages 75-76 (October 2018)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 38. Issue S1.
Pages 75-76 (October 2018)
P235
DOI: 10.1016/j.jcol.2018.08.162
Open Access
RELAÇÃO ENTRE FASES DA APENDICITE E COMPLICAÇÕES PÓS‐OPERATÓRIAS ‐ UM ESTUDO PROSPECTIVO
Visits
...
Nathalia Manzano G. de Souza, Carlos Henrique Marques dos Santos, Victor Hugo Manzano Gonçalves de Souza, Paula Barbosa Pereira da Silva, Valdomiro Garbugio Filho
Hospital Regional de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, MS, Brasil
Article information
Full Text

Introdução: A apendicite aguda é a doença inflamatória abdominal cirúrgica de maior frequência. O diagnóstico é essencialmente clínico. A apendicectomia, seja por via laparotômica ou laparoscópica, é o tratamento de eleição. As complicações pós‐operatórias mais comuns da apendicectomia estão relacionadas com o grau de inflamação apendicular. É classificada em fases macroscópicas de 1 a 4 de acordo com o grau de evolução fisiopatológico.

Objetivo: Verificar se existe correlação entre a fase da apendicite no momento operatório e sua complicação pós‐operatória.

Métodos: Foi realizada coleta de dados de informações, com base em formulário personalizado, de pacientes diagnosticados com apendicite e operados via laparotômica no período de julho a dezembro de 2017 no Hospital Regional de Mato Grosso do SUL ‐ HRMS. Os pacientes foram acompanhados no período pós‐operatório intra‐hospitalar até a data da primeira consulta ambulatorial para verificação de complicações neste período. Foi incluída como complicação pós‐operatória deste estudo: seroma, infecção de ferida operatória (ISC), deiscência de sutura, evisceração, eventração, e abscesso intra cavitário.

Resultados: Obteve‐se como N total deste estudo 122 pacientes. Houve predominância do sexo masculino, com incidência de 61%. Houve significância estatística, com o p‐value<0,05 para a associação entre quanto maior a fase da apendicite maior a incidência de complicações.

Conclusão: Apesar da apendicite aguda se tratar de doença com tratamento cirúrgico considerado simples, foi encontrado neste estudo índice de complicações alto, 21% dos pacientes operados, sendo associado a maior achado na fase quatro.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools