Journal Information
Vol. 39. Issue S1.
Pages 25 (November 2019)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 39. Issue S1.
Pages 25 (November 2019)
809
Open Access
Relato de caso: obstrução de 90% da luz intestinal secundária a endometriose
Visits
...
B.T. Piaseckia, R.F. Schlindweinb, B.L. Scolaroa, T.C. Ribasb, O.W. Muniza, D.C.H. Bassanib, M.C. Kimuraa
a Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI), Itajaí, SC, Brasil
b Hospital e Maternidade Marieta Konder Bornhaunsen, Itajaí, SC, Brasil
Article information
Full Text

Área Miscelâneas

Categoria Relatos de caso

Forma de Apresentação Pôster

Objetivo(s) Relatar um raro caso de obstrução de 90% da luz intestinal por implante endometrial e o acometimento linfonodal.

Descrição do caso Paciente feminina, 41 anos, encaminhada ao ambulatório de coloproctologia oncológica com quadro de dor abdominal, diarreia, sangramento nas fezes e suspeita de neoplasia de cólon. Colonoscopia realizada até 20cm da margem anal, onde se encontrava uma lesão endurecida, friável, de 4cm de extensão, impedindo a passagem do aparelho, ocupando cerca de 90% da luz intestinal. Biópsia com proliferação epitelial estromal intramucosa e submucosa do tipo endometrial, sugestiva de endometriose em parede de retossigmoide. Tomografia evidenciando espessamento parietal difuso do terço proximal do retossigmoide, com discreta infiltração dos planos adjacentes, considerado achado sugestivo de processo neoplásico. CEA 0,89. Realizado cirurgia de exenteração pélvica posterior e protocolo oncológico já que a lesão era incerta se benigna ou maligna. Inventário da cavidade: lesão tumoral com retração do cólon sigmoide, implantes de endometriose no peritônio pélvico e uterossacro. Ausência de lesões à distância. Realizada histerectomia, salpingectomia bilateral, excisão de implantes de endométrio no peritônio pélvico, excisão de linfonodos do mesocólon sigmoide e retossigmoidectomia com anastomose duplo‐grampeada.

Discussão e Conclusão(ões) A endometriose infiltrante profunda é uma lesão infrequente, podendo ter apresentação clínica aguda ou insidiosa. A incidência de endometriose no tecido gastrointestinal é entre 3‐37% dos casos, sendo 50‐70% destes com acometimento de reto e cólon sigmoide. Diagnósticos diferenciais incluem carcinoma, diverticulite, apendicite, doença de Crohn, abcesso tuboovariano, retocolite ulcerativa e síndrome do intestino irritável. A obstrução colônica por endometriose ocorre em 1‐10% dos casos, sendo rara a incidência de obstrução intraluminal completa devido ao seu grande diâmetro. O envolvimento linfonodal na endometriose em si é considerado incomum. Todavia existe uma prevalência de 42,3% do acometimento linfonodal nos casos de endometriose em retosigmoide. Segundo hipóteses, o envolvimento linfonodal é comum neste caso e ocorre pois representa o local de drenagem linfática do tecido endometrial. A obstrução intestinal em decorrência de endometriose é rara e o seu diagnóstico clínico e pré‐operatório é difícil, principalmente em mulheres sem história prévia de endometriose. Entretanto deve sempre entrar no diagnóstico diferencial de obstrução intestinal aguda nas mulheres em idade fértil.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools