Journal Information
Vol. 38. Issue S1.
Pages 39 (October 2018)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 38. Issue S1.
Pages 39 (October 2018)
P163
DOI: 10.1016/j.jcol.2018.08.083
Open Access
RELATO DE CASO: TUBERCULOSE INTESTINAL
Visits
...
Alexandre Venancio Souza, Alexandre Venancio Pastro, Tatiana Riccetto Canavezzi Marques Bispo, Barbara Ichiyama Mattos, Raphael Carvalho Biscaro, Maria Clara Ferreira Vivi, Priscilla de Campos Toledo
Hospital de Caridade São Vicente de Paulo, Jundiaí, SP, Brasil
Article information
Full Text

Introdução: Nos casos de tuberculose pulmonar ativa, o envolvimento abdominal pode se instalar por disseminação hematogênica, linfática ou por contiguidade. A afinidade do Mycobacterium tuberculosis pela região ileocecal é relacionada à estase e abundância do tecido linfóide nessa região. O organismo penetra na mucosa até tecido linfóide da submucosa, onde inicia reação inflamatória com subsequente linfangite, endarterite, formação de granuloma, necrose caseosa, ulceração da mucosa e cicatrização.

Relato de caso: M.G.R., 59 anos, portadora de artrite reumatoide, procura atendimento por queixa de febre noturna há 2 meses associada a sudorese intensa, perda ponderal de 5kg neste período, dor ventilatório dependente e tosse secretiva, além de dor abdominal difusa de moderada intensidade, tipo cólica. Abdome distendido, com ruídos hidroaéreos presentes, doloroso a palpação profunda em região periumbilical e em flanco direito, além de fígado palpável a 6cm do rebordo costal e presença de ascite. Indicada laparotomia devido suspeita de abdome agudo obstrutivo por neoplasia. Encontrado líquido amarelo citrino associado a sinais de carcinomatose peritoneal, além de massa em região de colon transverso, acometendo até raiz de mesocólon; lesão em ceco, com bloqueio pélvico, acometendo alças de delgado e distensão do cólon direito e tranverso. Realizada hemicolectomia direita ampliada com ileostomia terminal devido a presença de lesão infiltrativa de aspecto neoplásico. Análise revelou processo inflamatório crônico granulomatoso com necrose envolvendo cólon direito, peritôneo, mesocólon e linfonodos sem sinais de malignidade. Em acompanhamento clinico com equipe de infectologia para tratamento da tuberculose.

Discussão: A tuberculose abdominal compreende cerca de 5% de todos os casos de tuberculose, estando a porção ileocecal envolvida em 64% dos casos. Os fatores de risco para o desenvolvimento desta patologia incluem cirrose, infecção pelo HIV, diabetes mellitus, malignidade subjacente, tratamento com agentes do fator de necrose tumoral (anti TNF) e uso de diálise peritoneal. Em nosso relato, a paciente com diagnóstico de artrite reumatoide, fez uso de Adalimumabe (anti‐TNF). O relato de um caso de tuberculose intestinal como esse se justifica ao demonstrar que tal patologia deve ser cogitada apesar da inespecificidade de sinais e sintomas, principalmente por se tratar de um país com epidemiologia tão favorável.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools