Journal Information
Vol. 37. Issue S1.
Pages 175-176 (October 2017)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 37. Issue S1.
Pages 175-176 (October 2017)
P‐240
DOI: 10.1016/j.jcol.2017.09.241
Open Access
SÉRIE DE CASOS DE TUMOR DESMOIDE NO AMBULATÓRIO DE CIRURGIA GERAL DO HOSPITAL DA PUC DE CAMPINAS
Visits
...
Andressa Marmiroli Garistoa, Milossi Estheisi Romero Machucaa, Regina Greilbergera, Guilherme Zupo Teixeirab, Antonio José Tibúrcio Alves Juniora, José Alfredo Reis Juniora, José Alfredo Reis Netoa
a Clínica Reis Neto (CRN), Campinas, SP, Brasil
b Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC‐Campinas), Campinas, SP, Brasil
Article information
Full Text

Introdução: O tumor desmoide é uma neoplasia rara que acomete tecidos musculoaponeuróticos por proliferação aumentada de fibroblastos, de histologia benigna e de padrão não metastático, de crescimento rápido, alta agressividade e alta taxa de recidiva. Visto sua raridade, relatamos dois casos de pacientes jovens, do sexo feminino, atendidas no Ambulatório de Cirurgia Geral do Hospital da PUC de Campinas.

Descrição dos casos: J.K.M.S., feminino, 23 anos, com tumoração em região de fossa ilíaca esquerda, evidenciada à tomografia computadorizada de abdômen total, lesão expansiva entre os músculos oblíquo interno e transverso de aspecto indeterminado. Submetida à ressecção de tumoração de parede abdominal com o seguinte diagnóstico histológico: proliferação fibroblástica/miofibroblástica compatível com fibromatose abdominal. M.A.S.S., feminino, 46 anos, com antecedente pessoal de apendicectomia, apresentava massa palpável próximo a cicatriz de McBurney prévia. À ressonância magnética de abdômen evidenciou‐se lesão expansiva em partes moles de parede abdominal lateral direita. Foi submetida à ressecção da tumoração, sem acometimento macroscópico de peritônio, com diagnóstico histológico de lesão de células fusiformes de baixa atividade proliferativa, com extensa área de pseudocápsula tumoral de padrão metaplásico. O estudo complementar imuno‐histoquímico dá apoio ao diagnóstico de tumor desmoide.

Discussão: O tumor desmoide pode se apresentar com quadro de dor abdominal, associada a massa ou deformidade abdominais, de crescimento rápido. Está associado a fatores endócrinos, como uso de terapia hormonal com estrogênio, após trauma cirúrgico e polipose adenomatosa familiar (PAF). São divididos em dois tipos: idiopáticos e relacionados à PAF. Atualmente, o tratamento de tumores desmoides consiste em cirurgia, radioterapia e tratamento antiproliferativo, os quais podem ser associados.

Conclusão: O tumor desmoide, apesar de raro, é um importante diagnóstico diferencial entre os tumores abdominais e tem como principal tratamento a ressecção cirúrgica completa com margens livres.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools