Journal Information
Vol. 38. Issue S1.
Pages 15 (October 2018)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 38. Issue S1.
Pages 15 (October 2018)
P118
DOI: 10.1016/j.jcol.2018.08.033
Open Access
SÍNDROME DE OVERLAP ENTRE COLANGITE ESCLEROSANTE PRIMÁRIA E RETOCOLITE ULCERATIVA: UM CASO DE APRESENTAÇÃO PEDIÁTRICA
Visits
...
Bruno Lorenzo Scolaro, Everson Fernando Malluta, Munique Kurtz de Mello, Matheus Copi Kimura, Beatriz Cavalheiro Bonatelli, Claudia Theis, Barbara Tortato Piasecki
Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI), Itajaí, SC, Brasil
Article information
Full Text

Introdução: A colangite esclerosante primária (CEP) é caracterizada por inflamação, esclerose e obliteração das vias biliares intra‐hepáticas e/ou extra‐hepáticas. Essa doença é de etiologia desconhecida, com maior prevalência em homens e frequentemente associada à colite ulcerosa. A Retocolite Ulcerativa (RCU) é uma doença inflamatória intestinal restrita à mucosa colônica, caracterizada por dor abdominal crônica bem como diarreia mucopiosanguinolenta. Já a Síndrome de Overlap é caracterizada pela presença, no mesmo paciente, de duas ou mais doenças autoimunes, como, por exemplo, a CEP e a RCU.

Relato do caso: Masculino, 11 anos, há 4 anos iniciou com quadro de febres pontuais, icterícia e vômitos biliosos, sendo diagnosticado equivocadamente com hepatite autoimune ‐ quando passou a fazer uso de terapêutica imunossupressora (Prednisona e Azatioprina). Após 3 meses de uso dos medicamentos, evoluiu com quadro de pancreatite aguda, necessitando de hospitalização. Sem melhora do quadro inicial e iniciando com episódios de sangramento retal, tenesmo, diarreia e dor abdominal em cólica foi diagnosticado, através de colonoscopia, com RCU, sendo mantida a conduta prévia. Após 2 anos, iniciou com novo quadro de pancreatite associado à Azatioprina, e ao ser internado, foram realizados exames que levaram ao diagnóstico de colangite esclerosante primária. Optou‐se por retirar os imunossupressores, sendo introduzido o Ácido Ursodesoxicólico 150mg três vezes ao dia e Mesalazina 800mg duas vezes ao dia. Apesar da troca de medicamentos, não houve melhora do quadro diarreico, o qual evoluiu com presença de intenso sangramento, com frequência de dez vezes ao dia. Encaminhado ao Ambulatório Multidisciplinar de doenças inflamatórias intestinais para acompanhamento multidisciplinar e tratamento com imunobiológico (Infliximabe).

Discussão: Este relato alerta quanto à necessidade de incluir o diagnóstico diferencial de doença inflamatória intestinal na população pediátrica, de forma a promover o diagnóstico precoce e acompanhamento da evolução destes doentes.

Conclusão: Devido à gravidade e raridade da patologia na população pediátrica, faz‐se necessário que o médico esteja atento e capacitado para realizar o diagnóstico e o tratamento de escolha.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools
en pt
Cookies policy Política de cookies
To improve our services and products, we use "cookies" (own or third parties authorized) to show advertising related to client preferences through the analyses of navigation customer behavior. Continuing navigation will be considered as acceptance of this use. You can change the settings or obtain more information by clicking here. Utilizamos cookies próprios e de terceiros para melhorar nossos serviços e mostrar publicidade relacionada às suas preferências, analisando seus hábitos de navegação. Se continuar a navegar, consideramos que aceita o seu uso. Você pode alterar a configuração ou obter mais informações aqui.