Journal Information
Vol. 39. Issue S1.
Pages 158 (November 2019)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 39. Issue S1.
Pages 158 (November 2019)
446
Open Access
Sobrevida de pacientes com neoplasia de cólon submetidos a cirurgia no serviço de coloproctologia no hospital nossa senhora da conceição, porto alegre/rs
Visits
...
M. Ferreira da Silvaa, L. Pinto de Carvalhob, R. de Oliveira Barañanoa
a Universidade Luterana do Brasil (ULBRA), Canoas, RS, Brasil
b Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC), Porto Alegre, RS, Brasil
Article information
Full Text

Área: Doenças malignas e pré‐malignas dos cólons, reto e ânus

Categoria: Pesquisa básica

Forma de Apresentação: Pôster

Objetivo(s): Avaliar a sobrevida de pacientes com neoplasia de cólon em estágio I, II e III, submetidos à cirurgia curativa no Hospital Nossa Senhora da Conceição (HNSC) entre os anos 2010 a 2013.

Método: Estudo transversal, retrospectivo, sendo utilizado prontuários eletrônicos como fonte de dados. Foram incluídos no estudo todos os pacientes com CID10 C18, em estágio I, II e III, submetidos à cirurgia com intenção curativa pelo setor de Coloproctologia no HNSC de 2010 a 2013. Foram excluídos aqueles que tiveram acompanhamento ambulatorial inferior a seis meses e pacientes com óbito por complicação pós‐operatória. As variáveis exploradas foram: sexo, idade, localização do tumor primário, estadiamento TNM, tipo de cirurgia, tratamento adjuvante, tempo de seguimento, óbitos e recorrência da doença. As análises de sobrevida foram estimadas pelo método de Kaplan‐Meier.

Resultados: A amostra total do estudo foi de 74 pacientes, havendo um predomínio do sexo feminino (62,2%). A média de idade foi de 69,2 anos. A média do tempo de seguimento foi de 62,7 meses. Quanto a localização do tumor, 8 (10,8%) localizaram‐se no ceco, 10 (13,5%) no cólon ascendente, 6 (8,1%) na flexura hepática, 1 (1,3%) no cólon transverso, 2 (2,7%) na flexura esplênica, 5 (6,8%) no cólon descendente, 42 (56,8%) no sigmoide. Referente ao estadiamento TNM, 7 (9,5%) pacientes eram estágio I, 37 (50%) estágio II e 30 (40,5%) estágio III. Dentre o tratamento cirúrgico, a retossigmoidectomia foi a cirurgia mais realizada (58,1%). A quimioterapia adjuvante foi realizada em 48 pacientes (64,9%). Do total de pacientes do estudo, 9 (12,2%) foram a óbito, sendo 3 por consequência da neoplasia. Houve recorrência da doença em 7 (9,5%) pacientes, sendo a maioria em estágio III (57%), obtendo uma mortalidade de 43% (p=0,035). O tempo médio de sobrevida dos pacientes com recorrência da doença foi de 62,8 meses e aqueles que não apresentaram foi de 91,1 meses (p=0,008). A sobrevida geral para a população do estudo em 5 anos foi de 89,2%.

Conclusão(ões): A recorrência da doença foi fator associado ao aumento da mortalidade e consequente redução na sobrevida em longo prazo dos pacientes com câncer de cólon. A sobrevida geral em 5 anos dos pacientes avaliados no HNSC foi semelhante à literatura.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools