Journal Information
Vol. 38. Issue S1.
Pages 161 (October 2018)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 38. Issue S1.
Pages 161 (October 2018)
TL91
DOI: 10.1016/j.jcol.2018.08.343
Open Access
TRATAMENTO CIRÚRGICO DE MESOTELIOMA PERITONEAL ATRAVÉS DE CIRURGIA CITORREDUTORA E QUIMIOTERAPIA HIPERTÉRMICA INTRAPERITONEAL: UMA SÉRIE DE CASOS
Visits
...
Renato Gomes Campanati, Lívia Cardoso Reis, Gabriel Braz Garcia, Kelly Cristine de Lacerda Rodrigues Buzatti, Ana Carolina Parussolo André, Bernardo Hanan, Rodrigo Gomes da Silva
Hospital das Clínicas, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, MG, Brasil
Article information
Full Text

Objetivo: O tratamento do mesotelioma peritoneal sofreu grande impacto após o advento da cirurgia citorredutora e quimioterapia hipertérmica intraperitoneal. O presente estudo visa relatar uma série de casos de pacientes submetidos a cirurgia para o tratamento do mesotelioma peritoneal.

Métodos: Foi realizada análise retrospectiva dos pacientes submetidos a laparotomia com intenção curativa para malignidades peritoneais em um centro oncológico de referência no Brasil. Para a análise final foram incluídos pacientes com anátomo‐patológico confirmatório de mesotelioma peritoneal, assim como com padrão imunohistoquímico sugestivo, isto é, calretinina e WT‐1 positivos. Os pacientes foram avaliados quanto ao grau da doença, particularidades operatórias e sobrevida.

Resultados: Ao longo do período, 90 pacientes foram submetidos a laparotomia com intenção de tratamento de neoplasias peritoneais, sendo 9 deles (10%) com diagnóstico de mesotelioma peritoneal. A idade variou entre 20 e 71 anos, com mediana de 43 anos, sendo 6 pacientes do sexo feminino. Dois pacientes do sexo masculino não foram submetidos a peritonectomia em função da extensão da doença, um de 20 e outro de 70 anos. O índice de carcinomatose peritoneal variou entre 11 e 20 em 3 pacientes e entre 21 e 39 nos outros 6, sendo que, do total de pacientes, 7 foram submetidos a cirurgia citorredutora e quimioterapia intraperitoneal com cisplatina e citorredução completa ou quase completa (completeness of cytoreductive score 0 ou 1).

Na ocasião desse estudo, 3 pacientes haviam falecido, sendo 1 por complicações após episódio de obstrução intestinal e outros 2 por progressão de doença. O restante dos pacientes permanece em acompanhamento sem evidências de recidiva.

Conclusão: O mesetelioma peritoneal é uma afecção rara e que requer tratamento cirúrgico agressivo com utilização de cirurgia citorredutora e quimioterapia hipertérmica intraperitoneal com cisplatina e, em casos de citorredução completa ou quase completa, a taxa de sobrevida é comparável a de outras malignidades peritoneais.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools