Journal Information
Vol. 37. Issue S1.
Pages 20 (October 2017)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 37. Issue S1.
Pages 20 (October 2017)
TL4‐045
DOI: 10.1016/j.jcol.2017.09.344
Open Access
TRATAMENTO DA FÍSTULA ANAL COM COLA DE CIANOACRILATO COM E SEM USO PRÉVIO DE SEDENHO
Visits
...
Gustavo Tominaga Romeroa, Carlos Henrique Marques dos Santosa, Pedro Carvalho Cassinob, Maçanori Odashiroa, Gisele Zocoller Senoa, Gabriela Flávia Aléssioa
a Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian (Humap), Campo Grande, MS, Brasil
b Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Campo Grande, MS, Brasil
Article information
Full Text

Objetivo: Avaliar a eficácia do etil‐cianoacrilato no tratamento da fístula anal em ratos com e sem colocação prévia de sedenho.

Método: Usaram‐se 30 ratos Wistar com fístula anal produzida cirurgicamente, distribuídos em três grupos: grupo A (etil‐cianoacrilato) ‐ tratados por aplicação de etil‐cianoacrilato no trato da fístula; grupo B (sedenho+etil‐cianoacrilato) ‐ colocação de cedenho seguida de aplicação de etil‐cianoacrilato no trajeto da fístula após 30 dias; Grupo C (controle) ‐ sem tratamento. Após 60 dias, os animais foram submetidos à eutanásia e os espécimes foram analisados por patologista. Os resultados foram analisados pelo teste qui‐quadrado com valor significativo de p<0,05.

Resultados: Um animal do grupo B morreu. Foram encontradas fístulas completamente curadas: sete, cinco e duas, nos grupos A, B e C, respectivamente. Houve diferença estatisticamente significativa entre os grupos A e C (p=0,02). Quando todos os animais foram tratados com cola (A+B) em comparação com o grupo C, houve diferença estatisticamente significante (p=0,02).

Conclusão: O uso de cola de etil‐cianoacrilato foi efetivo no fechamento de fístulas anais em ratos. Não houve vantagem na aplicação prévia do seton.

Idiomas
Journal of Coloproctology

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools